sem data

by Renata Kelen

faz tempo que não fico parada como agora
como hoje
faz tempo que não vejo o sol ir embora como agora
como hoje?
faz tempo que não acabo com a cartela de marlboro, como agora
agora, só agora.

Só agora percebo que você foi embora.
Só agora percebo que você nunca esteve presente.
Só agora, como agora, me alimento de sentimentos que você esqueceu de levar
De tomar
De me tomar.

Você diz c’est la vie e eu digo não não é.
Te dei de comer nesta mesa e você agora diz que não, que te neguei comida
Eu neguei?
Pergunto.
Respondo:
Você que me nega amor
Não é crime?
deus disse que é
você tem que amar o próximo
e o próximo sou eu
estou próxima, não estou?
Hoje estou,
Herege,
você sabe que sim estou

Você confundiu deslumbre com paixão
[o erro seria de semântica ou de sintaxe?]
E me deixou para arcar com o seu lixão
De consequências
De rastros
De rato roedor.
Que é

Sobra
Sobrado
Sobrancelha
Achado.

Palavras aleatórias.
Amores aleatórios.
Pessoas aleatórias
É o que resume nossa existência.
Não seria deus só palavras?
Não seria eu este poema?

Anúncios